quarta-feira, 21 de maio de 2014

CONGRESSO DO RIEN NA MADEIRA - O QUE EU NÃO GOSTEI


Foi de ver tão poucos portugueses no congresso. Tirando os alunos da Escola de Reflexologia da Madeira, só havia 3 portuguesas. Eu e mais duas Reflexologistas do Porto.
Porque seria? Falta de interesse, culpa da crise ou desconhecimento.
Desconhecimento, acho que não seria porque foi bem publicitado, inclusive o Eduardo Luis esteve presente nos principais meios de comunicação a nível nacional ,a divulgar o evento e na Internet e nas redes sociais o anúncio foi bastante difundido.
Culpa da crise, sem dúvida que acho que tenha sida a causa principal. Os custos não eram elevados, mas havia sempre a adicionar os preços de viagem e do alojamento para quem era do Continente.
E falamos do principal item INTERESSE. Será que havia interesse da parte dos reflexologistas portugueses em irei a um congresso internacional?  Ou não?
Isto leva-me a outra questão, nós nem temos Congresso de Reflexologia Nacional, nem associação ativa para defender os interesses da Reflexologia em Portugal. Porquê? Uma pergunta que deixo para todos pensarem.
 Não será que está na hora de se mudar. Estamos em época de mudanças e temos que nos adaptar aos novos tempos e à consciencialização cada vez maior de todos que as Terapias Complementares são uma realidade e trazem muitos benefícios para quem as utiliza.
No próximo Congresso gostaria de ver mais terapeutas portugueses.
 

Sem comentários: